Notícias

Atlético vence seu primeiro clássico contra o Cruzeiro no novo Mineirão

Por Alexandre Simões, 21/09/2020 às 10:44
atualizado em: 22/09/2020 às 09:22

Texto:

Foto: Bruno Cantini/Agência Galo/Atlético
Bruno Cantini/Agência Galo/Atlético

Num dos clássicos mais emocionantes de todos os tempos, num ano dourado para o futebol mineiro, o Atlético alcançou sua primeira vitória sobre o Cruzeiro, no novo Mineirão, em 21 de setembro de 2014, num confronto válido pela 23ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

A Raposa liderava a competição e brigava pelo bicampeonato em sequência, que acabou sendo conquistado. O Galo vivia um momento de recuperação na temporada, mas tinha como grande foco a Copa do Brasil, que venceu e numa final diante justamente do rival.

Os dois eram apontados como os melhores times do Brasil naquele momento. E justificaram isso em campo. O Atlético abriu 2 a 0, gols de Carlos e Diego Tardelli, aos 38 e 40 minutos do primeiro tempo. Mas aos 46, ainda da etapa inicial, Ricardo Goulart diminuiu.

Aos 17 minutos do segundo tempo, Alisson decretou o 2 a 2 e a impressão era de uma virada cruzeirense, tamanho era o volume de jogo do time comandado por Marcelo Oliveira. Várias chances foram criadas, mas quem balançou a rede foi novamente o então garoto Carlos, aos 46 minutos da etapa final, decretando a emocionante vitória por 3 a 2 do Atlético.

Os dois rivais tinham escrito um dos grandes capítulos da história do clássico no Gigante da Pampulha. 

A FICHA DO JOGO
CRUZEIRO
2
Fábio; Mayke, Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Everton Ribeiro (Willian), Ricardo Goulart  e Alisson (Dagoberto); Marcelo Moreno (Borges). Técnico: Marcelo Oliveira
ATLÉTICO 3
Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Emerson Conceição (Douglas Santos); Leandro Donizete e Dátolo; Luan (Josué), Guilherme (Eduardo) e Carlos; Diego Tardelli. Técnico: Levir Culpi
DATA: 21 de setembro de 2014
LOCAL: Mineirão
MOTIVO: Campeonato Brasileiro
GOLS: Carlos, aos 38, Diego Tardelli, aos 40, e Ricardo Goulart, aos 46 minutos do primeiro tempo; Alisson, aos 17, e Carlos, aos 46 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Marcelo de Lima Henrique, auxiliado por Rodrigo Pereira Joia e Rodrigo Henrique Correa, todos do Rio de Janeiro
CARTÃO AMARELO: Leandro Donizete, Carlos e Diego Tardelli (Atlético)
PÚBLICO: 49.534
RENDA: R$ 3.810.281,00

MAIS HISTÓRIA
NASCIMENTO
: Em Nova Iguaçu (RJ), em 1971, nasce Djair Kaye  de Brito, volante de grande qualidade técnica que defendeu os dois rivais. Sua história no futebol mineiro começou com a camisa do Cruzeiro, em 1998, quando foi vice-campeão brasileiro e da Copa Mercosul.

Na temporada seguinte, conquistou a Copa dos Campeões de Minas Gerais, com uma goleada de 5 a 1 sobre o Atlético na final, até então maior goleada do clássico no Mineirão, a Copa Centro-Oeste e a Recopa Sul-Americana, pois a decisão relativa à temporada de 1997, contra o River Plate, da Argentina, não aconteceu em 1998.

Depois de uma passagem pelo Corinthians, em 2000, Djair volta ao futebol mineiro em 2001, novamente para trabalhar com Levir Culpi, que foi quem o trouxe para o Cruzeiro, mas ele vestiu a camisa do Atlético. O Galo fez grande campanha no Brasileirão, com ele voltando a formar dupla com Valdo, mas caiu nas semifinais.

Com as duas camisas, Djair participou de clássicos inesquecíveis entre 1998 e 2002.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    As apostas podem ser feitas até as 19h #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O dinheiro poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem ou retirado em caixas eletrônicos, unidades lotéricas e correspondentes bancários. #itatiaia

    Acessar Link