Notícias

Rivais aproveitam folga na tabela para disputar amistoso

Por Alexandre Simões, 03/07/2020 às 13:05
atualizado em: 03/07/2020 às 13:14

Texto:

Foto: Cruzeiro/Arquivo
Cruzeiro/Arquivo

Ídolo celeste Niginho comandou o Cruzeiro no confronto

Durante a disputa do Campeonato Mineiro, que foi vencido pelo Atlético, os dois clubes aproveitam uma folga na tabela e fazer um amistoso no Barro Preto, vencido pelos cruzeirenses por 3 a 1.

Foi mais um clássico em que dois grandes ídolos estavam no banco de reservas, pois Niginho dirigia o Cruzeiro, e Kafunga, o Atlético.

A FICHA DO JOGO

CRUZEIRO 3
Geraldo II; Duque e Bené; Adelino, Ceci e Vicente; Sabu, Guerino, Baroró, Nonô e Nonô II. Técnico: Niginho
ATLÉTICO 1
Mão de Onça; Murilo e Ramos (Haroldo); Isidoro, Afonso e Carango; Lucas Miranda, Lauro, Leônidas (Tiãozinho), Alvinho e Nívio (Barros). Técnico: Kafunga
DATA: 3 de julho de 1949
LOCAL: Barro Preto
MOTIVO: Amistoso
GOLS: Bororó aos 15 e 27, e Alvinho, aos 30 minutos do primeiro tempo; Nonô, a 1 minuto do segundo tempo
ARBITRAGEM: Francisco Graça Filho, auxiliado por Willer Costa e Fuad Abras
RENDA: Cr$ 20.547

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    As informações sobre a semana e os eventos serão transmitidos nas redes sociais do ministério e da Secretaria Nacional da Juventude.#Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️Técnico do América não poupou críticas à atuação do juiz Felipe Fernandes de Lima no clássico contra o Atlético. #itatiaia

    Acessar Link