Milton Naves

Coluna do Milton Naves

Veja todas as colunas

Esportistas que precisam amadurecer

07/09/2020 às 03:31
Esportistas que precisam amadurecer

Phil Foden é um meia atacante de 20 anos do Manchester City que o Guardiola prepara com enorme carinho desde 2017. Muito talentoso, tido como sucessor de David Silva, tem ganhado protagonismo no estrelado time do City. E teve sua primeira convocação para a Seleção da Inglaterra, para a Nations League.

Mason Greenwood, 18 anos, do outro time de Manchester, tem números iniciais de carreira que superam Giggs, Scholes e Beckham. Contribuiu decisivamente para a recuperação dos Red Devils na última edição da Premier League, garantindo vaga na Champions - o que lhe rendeu, tal como no caso do Foden, a primeira convocação pra seleção. 

Os dois foram cortados porque levaram mulheres para a concentração na Islândia, em plena pandemia.

A desculpa natural a esse episódio de pouco profissionalismo é, sem dúvida, a pouca idade dos adolescentes. 

Mas amadurecimento no esporte não é uma necessidade apenas dos mais jovens.

Federer e Nadal não disputam o US Open. Caminho livre para Djokovic. Mas ele se irrita com um game perdido, joga a bola pra trás, acerta a juíza de linha e é desclassificado da competição, nas oitavas de final. Isso depois de o sérvio já ter dado alguns exemplos de comportamento controverso, como promover um torneio de tênis, no meio da pandemia e sem medidas de prevenção, dando causa a um surto de covid-19.

Gabigol - que brilha no Brasil e foi a passeio para a Europa na sua primeira incursão por Inter de Milão e Benfica - deu provas de que é, ainda, aos 24 anos, um profissional em formação. Ele fez questão de deixar claro seu desconforto com ser reserva no jogo contra o Fortaleza, mesmo depois de ter entrado e decidido a partida. Desrespeita o treinador, desrespeita o companheiro de time e revela a personalidade mimada que ainda remanesce (e que ajuda a justificar o fiasco que foi na Europa).

Pierre Gasly, também com 24 anos, foi rebaixado no meio da temporada de 2019 da RBR pra Alpha Tauri (ambas equipes da Red Bull), para dar lugar a Alexander Albon. Entendeu o revés, focou e trabalhou. Em uma F1 com competição cada vez mais centralizada entre os carros da Mercedes e da própria RBR, foi Gasly o vencedor do último GP de Monza.

Em um ambiente em que muitos se deixam orientar por ego, vaidade e irresponsabilidade, Gasly deixa uma lição importante para os mais jovens - e também para os não tão jovens assim.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Acidente aconteceu depois que o galho da árvore encostou na rede de transmissão de energia elétrica. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Onde há "alta transmissão, vacina não irá resolver o problema rapidamente", indicou o diretor #itatiaia

    Acessar Link